sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Flashback: Ignorância Financeira - Nenhuma novidade no Front.

Notícia:

Brasil está atrás de 66 países; Dinamarca, Noruega e Suécia são os mais instruídos financeiramente

"SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada pela Standard & Poor’s com mais de 150.000 adultos ao redor do mundo em 2014 descobriu que a cada três pessoas, duas não possuem educação financeira. Cento e quarenta e oito países foram consultados e a Dinamarca encabeça o ranking de países mais letrados, empatada com Noruega e Suécia, ambos com 71% de aprovação nas questões realizadas."


"Na ponta negativa da pesquisa, os países com taxas mais baixas de educação financeira são, em sua maioria, emergentes. Boa parte dos últimos colocados está no sudeste asiático, sendo o Iêmen o último colocado com uma taxa de apenas 13% de adultos financeiramente educados. O Brasil está atrás de 66 países, com 35% de taxa de educação financeira, empatado com Bulgária, Costa Rica, Costa do Marfim, Chipre, República Dominicana, Siri Lanka, Gabão e Malaui."


Nenhuma novidade para mim nessa notícia, é só observar os seus colegas de trabalho e verás que essa pesquisa está corretíssima. 
O único mal da humanidade é a falta de educação financeira, o mundo só vai ser próspero de verdade quando a maioria deixar de ser Analfabeto Financeiro, esse deveria ser o foco de nossa educação.
Como todos sabem eu sou um crítico ferrenho da educação esquerdista do MEC, desejo que os professores marxistas, esquerdistas vermelhinhos terminem na miséria. Fui aluno da educação pública e nunca tive uma aula sobre educação financeira, só tive aulas de “economia” marxista, luta de classes, materialismo histórico e lixos afins. É por isso que eu desprezo os professores esquerdistas (95% ou mais são esquerdistas), e desejo que eles se afundem assim como eles afundam seus alunos na ignorância.


O gosto pelo dinheiro deve ser incentivado desde a infância, assim evitamos adultos pobres, feios e esquerdistas eleitores do PT.

Pense comigo:
Se seu avô fosse educado em finanças, e por consequência seu pai seguisse os ensinamentos dele, hoje você seria uma pessoa próspera.
O problema é que o espírito do Br é de não manter a corrente do progresso, sempre temos um antepassado que jogou todos os bens da família fora, quebrando a corrente de prosperidade que deveria chegar em nós e que nós a deveríamos manter e levar a diante.
Eu sou um cara que gasta muito dinheiro em educação financeira e te digo, o retorno é enorme. Até hoje eu já paguei todos os cursos que eu fiz usando o que eu aprendi neles mesmo.
Não é a “cultura” inútil que nos vai fazer prosperar, não é a leitura de um romance ou ficção, ou uma montanha de livros inúteis em uma prateleira que te fará ter sucesso. É só o dinheiro que liberta e o resto é inútil, não seja um ser cheio de conhecimento literário e cultura, seja o cara cheio de dinheiro e só!
Você mesmo despreza a pobreza, você despreza todos aqueles caras que tem uma cultura elevada, mas tem uma conta bancária negativa, você sabe que uma pessoa de sucesso é aquela que tem mais dinheiro e ponto final.


Entre estudar política e economia, opte pela economia! Esse papo de analfabeto político é coisa de esquerdista, só o dinheiro liberta, política só escraviza e dá falsas esperanças. Não é o governo ou partido político que vai mudar sua vida e sim você mesmo através do dinheiro!

Não seja um brasileiro em economia, seja o oposto, seja a revolução em sua vida, seja um graduado em finanças e em bons negócios e tire proveito da ignorância financeira dos BR.
O analfabetismo financeiro te mata como indivíduo e por consequência mata o teu país.
Não tenha esperança que o Brasil vai melhorar algum dia, logo disputaremos o último lugar da lista de analfabetos financeiros com o Iêmen. 
Se o estado e nem seus pais te deram educação financeira, busque você mesmo e ponto final!

Um comentário:

  1. Está faltando postar o flashback do post sobre idiocracia,onde mostra como a humanidade está se degenerando e se tornado cada vez mais idiota e como poderemos tirar proveiro disso.

    ResponderExcluir