quarta-feira, 14 de março de 2018

Sobre Plano de Saúde


Sobre Plano de Saúde



Seguinte, no meu trabalho atual não tenho plano de saúde, se eu quiser tenho que fazer particular e vocês sabem que isso é muito caro.

Quando tinha plano não usava muito, e atualmente não vale a pena.

O corpo é o único bem verdadeiro que a pessoa possui, então a saúde é muito importante.

O que estou fazendo:

Deposito R$ 100,00 mensais em uma conta poupança exclusiva para gastos com saúde, antigamente depositava R$ 55,00, mas resolvi aumentar a cota.

Tenho um amigo médico, ele me cobra R$ 100,00 reais por consulta particular, é bem barato (normalmente as consultas custam 300), ele resolve praticamente todos os meus problemas e consigo agendar consulta de um dia para o outro pelo whatsapp.

Daí você me pergunta:
E em caso de internação?

-Se eu estiver consciente vou conversar em particular com o médico que me atender e vou oferecer um benefício financeiro para ele para me garantir um bom atendimento, vaga e prioridade quando possível. No caso no SUS. Vocês sabem que as coisas funcionam bem quando envolvemos uma recompensa real no jogo.

-Se eu estiver inconsciente, meu pai orientará o médico responsável pelo meu caso, oferecendo os benefícios.

Infelizmente não é a coisa mais correta de se fazer, mas eu sou muito importante para mim mesmo e mereço ser bem atendido em caso de sinistro.

Exames:

Fiz meus exames anuais e gastei 230 reais com os exames (pagos com a minha reserva), acredito na prevenção, cuido da alimentação e exercícios, tento sempre evitar os excessos.

Em resumo:

Caso você tenha plano de saúde ou não, é importante ter uma boa reserva financeira para “incentivar” o bom atendimento e atenção dos profissionais que vão nos atender.
O segredo é sempre ter dinheiro, e ter uma pessoa que te apoie quando precisar.

Dinheiro compra bom atendimento!
Um incentivo financeiro pode garantir a tua vida em alguns casos!


Obs.:
Se você acha isso errado, ou é corrupção, boa sorte, arrisca a tua vida na mão de um profissional desmotivado, é só a tua vida que está em jogo.

$$$

#Paz



18 comentários:

  1. Outra opção além de subornar os médicos é ter um plano de saúde...

    ResponderExcluir
  2. Interessante para quem por algum motivo não tem como manter um plano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a ideia, não é uma regra, é para quem não tem a grana para pagar mensalmente.

      Abraço.

      Excluir
  3. Sim, acho isso errado.

    ResponderExcluir
  4. Independente do certo ou errado nessa questão (e é claro que pagar um médico dos SUS para receber um atendimento "diferenciado" é corrupção), o problema da saúde pública é de precariedade e vai muito além da "motivação" dos médicos. É uma questão de disponibilidade de leitos, de remédios, de equipamentos, etc...

    Cada um sabe avaliar melhor se é possível encaixar um plano de saúde nos gastos rotineiros. Mas eu acho prudente tentar incluir no orçamento para quem tem condições. Os custos particulares de saúde no Brasil são proibitivos para a maior parte das pessoas. Não contar com um plano significa rezar para a melhoria do sistema público de saúde, o que não parece uma perspectiva realista já que essa sequer é a prioridade do atual ministro da saúde.

    Algo sério, como uma longa internação em CTI, pode chegar a um gasto de mais de 1 milhão de reais em um hospital particular.

    Outro procedimento, a que todo mundo pode estar sujeito, como por exemplo, a colocação de uma prótese óssea em razão de um acidente chega fácil a 100 mil reais. Em um caso desses, no SUS, não é incomum uma espera por meses até a operação e o uso de prótese de baixa qualidade.

    Como você disse, a saúde é o bem mais importante, a base de tudo. Melhor não arriscar...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. dez dias de UTI custam 100 mil paus.
    Vc vai subornar o médico?
    intão tá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia novamente o texto, desta vez com atenção.

      Excluir
  6. "Se você acha isso errado, ou é corrupção"

    É errado sim e é corrupção sim.

    Aí depois faz post falando mal do PT, do Lula, da Dilma, da roubalheira no Brasil. Você faz parte disso que fala mal.

    Pelo menos assuma sua postura e não seja hipócrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizer que vai fazer é bem diferente de fazer, você conhece a palavra BRAVATA?

      Excluir
  7. acompanhando seu blog amigo!

    me adiciona na sua grol!

    att;
    Agiota.

    ResponderExcluir
  8. tentar corromper a equipe médica vai te fazer ser motivo de deboche.melhor pagar um plano de saúde.conselho de um médico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "DR" não sei onde você mora, mas eu moro no no Brasil, não sei se vc já ouviu falar desse país latino americano.

      Me conta outra.

      Excluir
  9. Cada doidera
    Quanto vc vai oferecer?
    Por menos de alguns ������ eu não toparia me sujeitar a isso.
    Na real e mais fácil ser conhecido de algum político - quanto menor a cidade mais vai funcionar.
    Agora depender do SUS e dureza - se vc tiver que viver viverá - não cura ninguém - e ainda tem o risco de iatrogênias.

    ResponderExcluir
  10. Pelos comentários já estou quase mudando de opinião.

    Qual plano de saúde vcs usam?

    ResponderExcluir
  11. O plano varia muito de onde vc mora e o quanto pode pagar.
    Interior e melhor unimed.
    Capital e melhor ver um hospital bom e confiavel e escolher um plano que cubra ele.
    Escolher hospital bom e dificil, ainda mais quem não é da area. Muitos são pão bolorento, outros da só querem ganhar $$, outros gastam dinheiro com hotelaria, frescuras e oq interessa não gastam.
    Como você conhece um medico, pode pedir uma indicacao.
    O melhor cenario e ter um plano de saúde que cubra um bom hospital e ter médicos bons para te acompanhar. esses não vão atender pelo covenio.
    Saber oq q e médico bom, aí e outra historia, famosos não sao bons são só marqueteiros.
    Espero ter ajudado.
    Ah acho mais negócio ter plano de saúde que seguro de carro. Mas a maioria dos brasileiros preferem segurar o carro.

    ResponderExcluir